O coronavírus já tinha vindo a contaminar as praças europeias e a infligir duros golpes aos mercados de capitais, mas agora foi a vez do petróleo abalar as bolsas.

A matéria-prima afundou mais de 30% e a Europa fechou com a maior quebra desde outubro de 2008.

Europa com maior derrocada desde a crise de 2008

As bolsas europeias estão a cair a pique. Aos receios quanto ao potencial e já real impacto económico do coronavírus, veio somar-se a decisão da Arábia Saudita de inundar os mercados de petróleo, afundando o preço desta matéria-prima e provocando o caos nos mercados internacionais.

O agregador das 600 maiores cotadas europeias, o Stoxx600, afundou 7,44% para os 339,5 pontos, registando volumes de negociação que superam em três vezes a média dos últimos 100 dias. Esta é a maior queda do índice desde outubro de 2008.


Saiba mais sobre as úlimas atualizações dos mercados, acedendo ao botão abaixo:

 

Saiba mais

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here